Conhece a Tua Cerveja #3: Lambic

Chegamos ao nosso terceiro artigo da série Conhece a Tua Cerveja, onde falaremos sobre a família mais antiga de todas, a Lambic.

A cerveja Lambic é a única que mesmo depois de milhares de anos, permanece com seus métodos de produção quase inalterados, destacando-se por duas singularidades:

  • Sua fermentação ocorre espontaneamente, através da levedura no ar, permitindo que os micro-organismos entrem em contato com a cerveja armazenada em tanques abertos chamados de “barcos de resfriamento”.
  • Os lúpulos utilizados não são frescos. A preferência por um lúpulo envelhecido (três anos), que possui seu amargor e aromas reduzidos, ajuda na preservação da cerveja.
De_dolle_lambic_fermenter
Barcos de resfriamento – Fonte da imagem

Após a fermentação, essas cervejas são armazenadas em barris de madeira por um período de um a três anos.

Embora cada produção tende a ter um sabor diferente, as Lambics possuem alguns denominadores em comum:

  • Acidez moderada a intensa
  • Baixo amargor
  • Aroma frutado (quando se adiciona fruta na receita)

Dentro dessa família, encontramos alguns estilos:

6971922875_4ea98b7f71_o.jpg
Fonte da imagem

Gueuze Lambic

É muito comum nas Lambics ocorrerem os “blends”, que são a misturas de duas cervejas e nesse caso, a mistura de uma Lambic “velha” com uma “nova”. As leveduras são rejuvenescidas e a carbonatação aumenta.

São caracterizadas por uma cor dourada, alta carbonatação, sabor ácido e uma formação de uma grande espuma, pouco densa e cremosa.

download
Fonte da imagem

Straight Lambic

Este estilo não sofre mistura, e após um ano envelhecida, são vendidas diretamente na pressão. Elas raramente são engarrafadas, o que torna um estilo muito específico vendido próximo a cervejeira que a produz. São ácidas, pouco doces, secas e de baixa ou sem carbonatação.

A Mikkeller SpontanDryHop Citra está disponível no Grains 864.

3293572350_78e02e57b3_o
Fonte da imagem

Fruit Lambic

Nesse estilo, a adição de frutas no processo – sejam in natura ou apenas extratos – acabam por se tornar presente tanto no aroma, quanto no sabor.

5804811718_77deb99ec8_o
Fonte da imagem

Faro

Podem ser produzidas através do blend do estilo Biére de Mars, junto com a adição de açúcar, que acabam por serem mais doces e refrescantes do que uma Gueuze.

 


 

Caso tenha deixado passar, os artigos sobre Ale e Lager estão aqui e aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s